sábado, 1 de agosto de 2015

Quem está desempregado não tem tempo de ficar parado…




Por Luciana Telles para LinkedIn Pulse e 
Blog pessoal da Luciana Telles(reproduzido no "Managers Café" com permissão da autora)




Finalmente você está desempregado…  Momento de relaxar, acordar tarde, “morcegar”o dia todo, ir para a praia, ver televisão…  Certo?  ERRADO!!!!

Quem está desempregado não pode ter tempo para ficar parado, é hora de arregaçar as mangas e aproveitar cada minuto deste período.

Entenda este momento como uma chance de recomeçar e reorganizar vários conceitos, um momento de auto-conhecimento, desenvolvimento de networking, organização de assuntos pendentes (principalmente check-ups médicos), expandir conhecimentos e estudar novos assuntos, pensar ou por em prática projetos adormecidos, empreender, refazer currículo, quem sabe escrever um blog de assuntos que você domine, prestar consultoria (mesmo gratuita) para amigos, conhecidos e parceiros… São tantas coisas que não há tempo de descansar…

Lembre-se que você não está de férias.

Abaixo listo algumas dicas para quem está neste momento de reciclagem.

1) Defina uma rotina, com horários de acordar, começar a postar vagas, manter o networking… Nada de usar o uniforme de pijama.  Isso não ajuda na auto-estima e você não pode se desmotivar.

2) Planeje-se:  escreva metas, o que você precisa e/ou gostaria de fazer e não tinha tempo (ex: fazer um check-up médico, visitar um parente e etc).

3) Refaça seu currículo.  Se necessário crie mais de um com objetivos claros e com termos próprios da sua área de atuação.  Atualize nas redes sociais profissionais, como o LinkedIn.

4) Comece a fazer o cadastramento nos sites de vagas.  Isso leva muito tempo e é a parte mais chata de todas.  Sugiro o cadastro de 3 a 4 empresas por dia para não ficar muito cansativo.

5) Faça uma relação de empresas que você gostaria de trabalhar,  vá até o site das mesmas e cadastre seu cv no banco de oportunidades, normalmente na aba Carreiras ou Trabalhe Conosco destes sites.  É sempre bom também seguir estas empresas nas redes sociais, normalmente elas divulgam as vagas em aberto por lá e é possível acompanhar mais de perto.

6) Relacione seu networking.  Divida em parceiros, clientes, colegas e amigos. Para parceiros e ex-clientes envie um email comunicando sua saída da última empresa, agradecendo a parceria e atualize seus contatos.  Neste momento nada de pedir nova oportunidade, deixe para falar isso para quem lhe oferecer ajuda desta lista de emails enviados.  Adicione todos em sua rede profissional.  Marque encontros com pessoas próximas, tanto para manter o networking, como para conhecer novos mercados e se distrair. Tente manter-se social pelo menos 2 vezes por semana.

No LinkedIn adicione todos os seus contatos e adicione a maior quantidade de profissionais de RH que você conseguir.  Normalmente eles não postam vagas na aba emprego e sim diretamente nas suas atualizações.  Olhar com frequência a timeline pode te fazer sair na frente de uma vaga.
7) Comece a estudar um novo assunto.  Quem sabe até não se preparar para uma nova certificação.

8) Alimente-se nas horas certas, de 3 em 3 horas.  Não coma alimentos muito calóricos.  Como seu nível de atividades deve cair neste período e o nervosismo e a ansiedade podem estar presentes, não se deixe engordar, nem se descuide da saúde.

9) Se exercite!  Tire pelo menos 30 minutos do seu dia para praticar uma atividade física.  Nada é desculpa! Até subir escadas do prédio é uma atividade, caminhada também não há nenhum tipo de restrição.  Há hoje em dia uma quantidade de Academias da Cidade em diversas praças com aparelhos de ginástica, onde a população pode praticar gratuitamente, e ainda fazer novas amizades.  A quantidade de academias também é muito vasta para todos os bolsos.  Outra opção mais “nerd” é de jogos de video game.  Há jogos que simulam atividades físicas e que realmente queimam muitas calorias e ainda divertem.

10) Não desista, persista.  Você não está só.  Manter a motivação só vai ajudar neste processo.  Nada de se fazer de vítima, de sentir pena de si.  É uma fase que passa.  Sua energia será determinante neste processo de mudança, quanto mais positivo diante desta situação, mais tranquila e rápida ela será.  Você vai conseguir!  Mantenha sempre sua motivação!  BOA SORTE!


Aconteceu alguma situação profissional que se encaixe no caso acima? Gostaria de compartilhar conosco?

Outros artigos de temas semelhantes estão acessíveis através do meu perfil no LinkedIn, lista abaixo ou pelo blog Managers Café.
  1.        Crise, Jarra e Professor Floriano Gurgel
  2.        O perigo do falso consenso - Um passeio em Abilene - 
  3.        Organização Silenciosa - Desastrosa cultura do silêncio
  4.        Geração Hambúrguer - uma ponte entre indústrias e serviços
  5.        Cultura do "Sim, senhor"
  6.        Movimento dos Sem Teto
  7.        Se o aluno não aprendeu, o instrutor não ensinou
  8.        Extrovertidos ou introvertidos - Boas ideias podem vir de qualquer lugar
  9.        Daniel Filho e Tina Roma, o profissionalismo da televisão - uma lição que guardei até        hoje
  10.        Dia das Mães, 10 anos depois!
  11.        Tijolos, Muros, Paredes, Catedrais e Emoções - O que você está fazendo?
  12.        A última obra do João
  13.        Senna, Honda, chip da NEC, admiração, profissionalismo e homenagem
  14.        Um instante Maestro! Ou, não deixe a Música acabar
  15.        Carreira vs Vida Pessoal...
  16.        Existe Felicidade Profissional?
  17.        Gestão de Pessoas: O que eu aprendi com meu filho Autista
  18.        A Sorte de se construir um "Dream Team"
  19.        A culpa não é minha!
  20.        Demitir... A pior tarefa de um gestor
  21.        Lições de um artista de rua: A falibilidade nossa de cada dia
  22.        Delegar ou não, o dilema do gestor
  23.        Quem faz o bem tem que estar preparado para Ingratidão
  24.        Liderança por exemplo
  25.        Você tem medo de quê? Sua atitude define coragem ou paralisia
  26.        A incrível geração de gestores sem educação
  27.        Eu sei o que é melhor para você!
  28.        Quem está desempregado não tem tempo de ficar parado… 
  29.        Controle suas emoções
  30.        Destacando-se: Seja um Profissional de COMPORTAMENTO Empreendedor!
  31.        O exemplo como agente multiplicador
  32.        Quando você precisa mudar a direção
  33.        Networkers: Receptivo, Seletivo e Restritivo
  34.        Apertem os cintos, o RH sumiu!
  35.        Abrem-se as cortinas! O espetáculo continua - Linkedin não é Facebook
  36.        O Problema é Seu!
  37.        Crônicas de RH: estagiário-presidente
  38.        Desemprego e o Perigo da Depressão. Como Evitar?

27 comentários:

  1. Só não concordei com o fato de fazer check-up médico, pois sem emprego fiquei sem Plano de Saúde e depender do SUS para isso é quase uma Utopia, mas no geral gostei do artigo.

    ResponderExcluir
  2. É a terceira vez que fico desempregada, mais uma vez por causa de crise econômico, problemas que fogem ao nosso controle não tendo a chance de reverter a situação.
    Mas como uma veterana no desemprego resolvi fazer diferente, a vida mais um vez me deu um limão e eu resolvi fazer uma deliciosa limonada Suíça, apesar de todos os problemas e restrições que passamos nesses momentos levanto todos os dias agradecendo por todas as experiências que a vida já me proporcionou e as pessoas que conheci, me levanto faço minha maquiagem e me arrumo como se fosse trabalhar, já percebi quanto mais arrumada fico mais melhora minha auto estima, pequenas atitudes que fazem a diferença.
    Acredito que está ajudando, minha homologação nem foi feita ainda e estou participando de 1 processo seletivo em andamento, consegui 2 representações comerciais e tenho mais uma em vista.
    Realmente desemprego não é período de férias, e também não é fácil, é um período sim de muito trabalho mas muitas vezes são trabalhos prazerosos e oportunidades que a vida nos dá de nos reinventarmos, termina um ciclo começa outro e a vida segue.
    Quero desejar a todos que estão passando por essa situação muito boa sorte e dizer não desanimem, não sintam-se culpados pensem que é apenas uma chance de fazer diferente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns pelas palavras e atitudes !......... vc está no caminho certo !

      Excluir
    2. Obrigada ! Boa sorte pra você também !

      Excluir
    3. Obrigada ! Boa sorte pra você também !

      Excluir
  3. Muito bom ! Acrescentaria ao menu " Capacite se" Busque empreender em algo que realmente te motive!
    Parabéns, meu leva é ; vamos pensar juntos ?

    ResponderExcluir
  4. Me solidarizo com a Wanise.
    Nos últimos 4 anos é a 3a. vez q perco o emprego, por conta da crise e dos "desmandos" destes governos.
    Mais um momento para refletir e reiniciarmos nossa caminhada, revermos nossos planos, abandonarmos outros, abrirmos mãos de algumas conquistas...enfim.....Oremos

    ResponderExcluir
  5. Eu diria se não seria uma boa a hora de dar uma investida como EMPREENDEDOR?

    ResponderExcluir
  6. Nao sera a hora de empreender, mudar de area, dar uma reviravolta!

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito da matéria!!
    Tanto que vou deixar essa aba aberta direto no meu browser, para que eu possa ler sempre que o desanimo bater.
    Depois de quase 12 anos na mesma empresa, fui demitido por conta da crise econômica. E ainda não sei bem o que fazer... voltar ao mercado de trabalho ou tentar um negócio próprio!!

    ResponderExcluir
  8. Matéria muito proveitosa, não será a 1ª nem a última vez que passo por esta situação, estou desempregado e a difícil missão é encontrar empresas que acreditem que você possa ser um novo ícone de inovação, criatividade, parceria, etc. Tenho 54 anos e resolvi retomar estudos, ingresseis no curo de economia em uma universidade pública e busco novas áreas de trabalho, tenho enviado curriculum periodicamente, não paro, procuro me atualizar mas, o momento em nosso país é crítico, até que a economia se ajuste, vamos madurecendo novas idéias. Agradeço por partilharem seus comentários e motivarem uns aos outros. Quanto ao artigo, parabéns a Luciana bem elaborado e para uma boa reflexão.

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito da matéria...
    Estava precisando de dicas... pois ficar sem trabalho, é péssimo...

    ResponderExcluir
  10. Ótimo artigo, já fiz e faço algumas coisas que você sugere!
    Inclusive o check-up e a ida ao dentista. Até acupuntura irei começar essa semana.
    Seu artigo mostrou que estou no caminho certo.
    Obrigada pelo seu ponto de vista!

    ResponderExcluir
  11. Muito bom as dicas e sugestões, já fiz todas elas, agora o importante é arrumar emprego logo.

    ResponderExcluir
  12. pratico. ótimo. delicioso de ler e aprender. parabéns!

    ResponderExcluir
  13. Muito útil, pela primeira vez em minha vida estou passando por isso, fui empregado de uma grande empresa por 14 anos e agora me deparo com esta situação, sei que isso faz parte deste momento econômico e vai passar, quero me manter o mais ocupado possível e ampliando minha rede de contatos.

    ResponderExcluir
  14. Essa crise mais geopolítica e política do que realmente econômica, serve agora para fundar as bases de um processo de independência do trabalhador em não esperar mais por um bom posto, disputado a agressões. Por pensar "desconstruir" o ser mais importante (o ser humano). estamos sendo catapultados em meio balístico e indisoluvel como em uma corrida extra-material, sureal ao sucesso sem dúvida. Essa crise é foi e sempre será um giga avanço para a humanidade.
    Assim como crescemos e saimos da casa de nossos pais, assim das empresas, Desconstruir a dependência, somos seres livres e seguimos em todas as direções....como a luz, como seres criadores e inteligentes, estamos todos condenados ao sucesso e crescimento infinito. Contribuimos infinitamente para o bem estar de todos e das empresas e isso é reciproco.

    ResponderExcluir
  15. Toda informação é válida para quem está vivendo momentos complicados como desemprego. Vamos transpirar positividade e ir à luta, ótima matéria !

    ResponderExcluir
  16. ok. Positividade é a primícia. Mas como se você aos 61 anos, com muito pique para queimar, muito conhecimento para compartilhar, é visto como um VELHO.
    Seu currículo é invejável, porém você não consegue o QI, necessário para conseguir uma nova oportunidade, isso mesmo QI = Quem Indicou, pois se você seguir os caminhos normais, responder a anúncios, e tal, será excluído pelo filtro idade. Se você informa que aceita outros cargos e responsabilidades, apenas para não ficar parado, e ganhar alguma coisa, pois meio e melhor que nada. Ouve a negativa. O que fazer?

    ResponderExcluir
  17. Muito bom! Parabéns.

    ResponderExcluir
  18. Parabéns pela matéria.
    Espero que possa ajudar a muitos nesse momento de dificuldades e desemprego.
    Que possam reavaliar crenças, valores e o real sentido da nossa existência.
    Acredito que o modelo social-econômico-politico que ainda vivemos está falido, com os dias contados.
    O mundo em convulsão pede socorro.
    As empresas não oferecem empregos, muitas somente trabalho e as vezes escravos.
    Muitas mudanças teremos a curto prazo.
    Saúde e boa sorte a todos.

    ResponderExcluir
  19. Muito útil, estou passando por essa fase e antes mesmo de ler essa matéria já estava seguindo quase todos os passos. Dias melhores virão, boa sorte a todos que estão passando por isso. No final tudo da certo.

    ResponderExcluir
  20. Muito boa a matéria. Essa é a primeira vez que fico desempregado depois de 22 anos. Trabalhei 13 anos em uma empresa nacional e me desliguei para trabalhar mais 9 anos em uma gigante multinacional que já está em crise há algum tempo e a crise no Brasil piorou sua situação e devido a isso, fui desligado devido ao fechamento de uma de suas unidades. Entretanto, como meu filho estava de férias do colégio optei por passar esse período com ele, mas tirando um tempo pra me exercitar e atualizar meu networking. Mas agora é hora de arregaçar as mangas pra valer e essa matéria me deixou mais motivado. Tanto que vou começar um pequeno negócio, mas continuar em busca de emprego. Desejo a todos que estejam na mesma situação que a minha, sorte e garra para correr atrás e não se acomodar.

    Abraços,

    gilberng1@gmail.com (92)98111-4718

    ResponderExcluir
  21. eu só não concordei com o check up médico,pois sem plano de saúde e com a saúde até o momento em dia , vou marcar uma consulta no sus e esperar o tempo necessário até o dia certo. O ruim de ficarmos desempregados é essa falta de planejamento em relação a futuro mesmo, qq coisa que dependa de dinheiro fica em suspensão, comprar livros, cds ou reiniciar o curso de alemão, que é meu caso. O que penso é o "não desabamento", não achar que não vou conseguir, afinal sei que sou capaz e tenho calma e estabilidade emocional pra me fazer ciente de que vai acontecer, e com tantos concursos públicos acontecendo, aproveitar e atualizar os estudos para a concorrência que vem aí. Esse nosso Brasil está sofrendo muito, nós temos capacidade mas quem nos emprega está temeroso, sem saber o que pode acontecer..vou fazer minha parte, já que depende de mim mesma, é isso aí , não me acomodar.

    ResponderExcluir